The world of the drug addict

  • Gilberto Di Petta
Palavras-chave: Life-world, Addiction, Consciousness, Intentionality, Lived time, Lived space.

Resumo

A dependência de drogas compromete a consciência intencional. Na consciência normal, observa-se uma intencionalidade fluida, sendo a realidade compartilhada o resultado pré-reflexivo óbvio desta situação. Sob o efeito da intoxicação por drogas, no entanto, perde-se esta estabilidade intencional e, consequentemente, padece-se de uma espécie de instabilidade intencional, que podemos denominar mundo flutuante. Este mundo flutuante é caracterizado pela desagregação e, vibração e por uma multiplicação de imagens que podem ser sequenciais ou sobrepostas. Por outro lado, como consequência do uso crônico de drogas, observa-se uma captura ou tomada intencional dramática do mundo, que podemos chamar de mundo congelado. O tempo, espaço e corpo vividos, assim como outros parâmetros existenciais, diferem enormemente nestes dois modos-de-ser contrastantes. A crise do turbilhão temporo-espacial leva final e inevitavelmente à queda no vazio (le coup de vide): à experiência de irrealidade ou ausência da experiência de si mesmo. O colapso total do mundo é o resultado final comum da fratura da estrutura temporal e espacial do Dasein.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-10-17
Seção
Artigo