Abordagem fenomenológica existencial: da educação formal às relações sociais na vida

  • Elcie F. Salzano Masini
Palavras-chave: Fenomenologia-existencial, educação escolar, vida.

Resumo

Com trajetória pessoal na área da Educação e Psicologia – variantes do método fenomenológico –, Masini (1984) estendeu o embasamento de Boss, da Daseinsanalyse, à educação escolar sobre o “aproximar-se” do aluno e sua possibilidade de compreender e desvelou que emergia das relações que este fazia em suas condições existenciais de vida. O “aproximar-se” do aluno com deficiência visual (DV) evidenciou desconsideração à sua percepção ao ser estudado a partir das pessoas videntes. Masini (1994) buscou compreender essa problemática pesquisando o perceber de pessoas com DV, inspirada em Merleau-Ponty (1971), desvelando a riqueza do uso dos outros sentidos que ampliaram o perceber dos que dispõem de todos os sentidos, em Projetos em diversas universidades: FEUSP, 2014–2016; Unimarco, 1994; UPM, 2010–2016 e Diretório de Pesquisa CNPq disseminando-se da educação formal para a das relações sociais no mundo vida. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-17
Seção
Artigo