Interpessoalidade na primeira infância: as possibilidades do encontro com o outro

  • Daniela Ceron-Litvoc
Palavras-chave: desenvolvimento infantil, interpessoalidade, Jean Piaget, Psicopatologia Fenômeno-Estrutural

Resumo

O presente artigo pretende formular uma proposta teórica sobre o desenvolvimento da interpessoalidade nos primeiros 2 anos de vida. Utilizando como base as observações acuradas de Jean Piaget sobre esse período do desenvolvimento e o arcabouço teórico da Psicopatologia Fenômeno-Estrutural, uma concepção de estrutura em formação será apresentada, focando nas experiências de interpersonalidade. Além da proposta teórica em si, serão discutidas as diferenças entre a criança e o adulto (paradigma de uma estrutura madura) e a maneira como o reconhecimento das particularidades das vivências na infância amplia as possibilidades de percepção dos processos patológicos nesse período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Ceron-Litvoc

Psiquiatra. Presidente da Sociedade Brasileira de Psicopatologia Fenômeno- Estrutural. Docente do Curso de Especialização em Psicopatologia Fenomenológica da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Publicado
2020-05-31
Seção
Artigo