O Lebenswelt como fundamento da psicopatologia fenomenológica de Arthur Tatossian

Virginia Moreira e Lucas Bloc

Virginia Moreira e Lucas Bloc

O Lebenswelt como fundamento da psicopatologia fenomenológica de Arthur Tatossian

Este artigo tem como objetivo apresentar a psicopatologia fenomenológica de Arthur Tatossian como uma psicopatologia do Lebenswelt (“mundo da vida” ou “mundo vivido”). O conceito de Lebenswelt foi proposto por Husserl no âmbito da filosofia, tendo sido mais desenvolvido na última fase de seu pensamento. Na psicopatologia fenomenológica os conceitos filosóficos servem de inspiração para a discussão e construção da fenomenologia clínica. Nesta tradição, Arthur Tatossian realiza uma espécie de síntese de seus predecessores e propõe um modelo de psicopatologia que se edifica na compreensão do Lebenswelt.

Palavras-chave: psicopatologia fenomenológica, fenomenologia clínica, Arthur Tatossian, Lebenswelt.

Fonte: Psicopatologia Fenomenológica Contemporânea, 2015, 4 (1), 1-14.

[PDF]