EDITORIAL – V.08 #02

Chegamos ao oitavo ano da Revista Psicopatologia Fenomenológica Contemporânea (rPFC). A edição de Novembro de 2019 comemora essa notável marca com a publicação de algumas das principais contribuições do “XI Simpósio da Sociedade Brasileira de Psicopatologia Fenômeno-Estrutural” (SBPFE), realizado em março desse ano. O encontro anual promovido pela SBPFE foi agraciado, nesta edição, com a participação de pesquisadores de todo o Brasil, tornando-se, de fato, um encontro nacional para a discussão da fenomenologia, psicologia e psiquiatria.

O tema do simpósio, “Psicopatologia Fenomenológica na Clínica”, invocou o olhar para a aplicação na prática dos desdobramentos teóricos de diversas áreas e em suas possíveis relações com a psicopatologia fenomenológica. Nesse viés, Marcelo Sodelli incorpora o eixo central da proposta do Simpósio em seu artigo sobre uso de drogas e perspectivas terapêuticas. Fabíola Josgrilberg apresenta uma análise da terapêutica baseada nas alterações da espacialidade. Maurício Daker Viotti propõe uma frutífera investigação dimensional do conhecimento em psicopatologia. E, por fim, temos o exame histórico da obra de Jaspers e suas contribuições contemporâneas, destacando o arcabouço epistemológico em psicopatologia, produzido por Victor Luis Clavisso Portugal e Adriano Furtado Holanda.

Além dos artigos de alta qualidade e complexidade acima descritos, temos também o prazer de anunciar que Flávio Guimarães-Fernandes, importante colaborador da revista e da sociedade, inicia sua participação como coeditor chefe da rPFC a partir dessa edição, com o papel essencial de ajudar-nos a disseminar o conhecimento desse campo de pesquisa clínico-científico para os profissionais de saúde mental e filósofos, antropólogos, historiadores, ou seja, para todos aqueles que se interessem pela complexidade da existência humana e seus milhares de desdobramentos. Convidamos a todos a uma proveitosa leitura!

Daniela Ceron-Litvoc

e

Flávio Guimarães-Fernandes

Editores-Chefes

[PDF]