EDITORIAL – V.07 #01

A revista Psicopatologia Fenomenológica Contemporânea (PFC) encerra um ciclo. Desde 2012, o periódico vem trabalhando pela difusão da vertente fenomenológica em psicopatologia, psicologia e psiquiatria, oferecendo espaço para a produção de autores contemporâneos, brasileiros e internacionais. Este septênio, no qual 11 edições vieram a lume, teve dois períodos editoriais. De 2012 até a segunda edição de 2015, o trabalho editorial ficou a cargo de Guilherme Messas, apoiado por toda a equipe da Sociedade Brasileira de Psicopatologia Fenômeno-Estrutural (SBPFE). A partir da primeira edição de 2016, o trabalho editorial foi abrilhantado pela presença da Profa. Virgínia Moreira, da Universidade de Fortaleza. Com isso, iniciou-se um período no qual a revista passou a ser coordenada duplamente, por um membro da SBPFE e um professor de outra instituição, de notório saber no campo de psicopatologia fenomenológica. Seguindo este novo estilo de cogestão editorial, os dois editores, após terem trazido à luz as edições nas quais os trabalhos do 18ª Conferência Internacional em Filosofia, Psiquiatria e Psicologia, INPP 2016, abrem espaço para que nova cogestão editorial se inicie, a partir da segunda edição de 2018. Uma marca editorial da revista PFC sempre foi a busca pela renovação do pensamento e pela pluralidade de perspectivas. É inspirada por este espírito que a dupla editorial atual se despede do público, saudando a nova gestão da revista. Ambos os editores agradecem o público fiel da revista e esperam seguir colaborando, como autores e divulgadores da corrente fenomenológica nas ciências da mente.

Guilherme Messas

Virgínia Moreira

Editores-chefes

[PDF]