A relação entre proporção da proximidade e tipos de encontros no espaço grupal

Laura Fernandes Vitucci

Laura Fernandes Vitucci

A relação entre proporção da proximidade e tipos de encontros no espaço grupal

O presente artigo tem como objetivo investigar os tipos de encontros vivenciados no grupo terapêutico do “Projeto Psicose e Drogas”, a partir da observação de modos-de-estar neste espaço social. Partindo da ideia de grupo como nó e das categorias de apreensão da Psicopatologia Fenômeno-Estrutural, principalmente espacialidade e temporalidade, faz uma breve descrição da “acontecência” do grupo apresentando os modos-de-estar e tipos de encontros observados neste espaço. Por fim, discute a proporção dos encontros como uma possível variável que faz do grupo um espaço de aproximação ou aniquilação.

Palavras-chave: Fenomenologia; Grupo Terapêutico; Espacialidade; Interpessoalidade.

Fonte: Psicopatologia Fenomenológica Contemporânea, 2013, 2 (1), 16-41.

[PDF]