A compreensão psicológica jasperiana revisitada sob a perspectiva da psicopatologia fenomenológica

Lívia Emy Fukuda e Melissa Garcia Tamelini

Lívia Emy Fukuda e Melissa Garcia Tamelini

A compreensão psicológica jasperiana revisitada sob a perspectiva da psicopatologia fenomenológica

A “Psicopatologia Geral” (PG) de Karl Jaspers é uma das mais célebres contribuições ao campo da psicopatologia. A obra situa-se em um período de transição de paradigmas, alocada entre a visão das patologias mentais, enquanto enfermidades médicas e enquanto modificação estrutural da consciência. Por ocasião de seu lançamento, em 1913, apresentou ideias que eram, então, consideradas caducas, além de apontamentos inovadores. Este artigo pretendeu revisitar o conceito de compreensão psicológica (ou empática) (Verstehen) em Jaspers (PG), as suas leis fundamentais, bem como as suas limitações, através da ótica fenomenológica. Para tanto, partiu de uma concisa apresentação do legado da PG e de algumas diferenças epistemológicas significativas entre a psicopatologia jasperiana e a psicopatologia fenomenológica. Por fim, dada a distinção entre as duas vertentes psicopatológicas, o construto de compreensão apresentado por Karl Jaspers foi colocado em discussão, sob a perspectiva fenomenológica.

Palavras-chave: Compreensão, Verstehen, “Psicopatologia Geral”, Karl Jaspers, Psicopatologia fenomenológica.

Fonte: Psicopatologia Fenomenológica Contemporânea, 2016; 5(2):160-184.

[PDF]